Proteção de dados corporativos: o guia definitivo

Precisa de ajuda mais personalizada ou está pronto para começar? Entre em contato conosco ou acesse nosso pacote de produtos voltados à proteção de dados corporativos para saber mais.
 
 

Proteção de dados corporativos: o guia definitivo

 

Proteção de dados corporativos e protocolos de segurança adequados são uma parte essencial de qualquer empresa moderna. Simplesmente não é possível ignorar a proteção de dados; por isso, empresas de todas as regiões dos EUA estão cada vez mais recorrendo a soluções avançadas prontas para usar.

 

Nas pesquisas, as empresas frequentemente indicam a proteção de dados como uma prioridade indispensável; infelizmente, muitas vezes há uma distância entre palavras e ações. A proteção de dados não costuma ser considerada uma prioridade por muitos profissionais de TI responsáveis pela segurança de dados de grandes organizações que admitem estar enfrentando problemas.

 

Conforme sua empresa cresce, você começa a criar, gerenciar e armazenar grandes pools de dados que precisam ser protegidos. Já que a segurança é uma parte cada vez mais importante da estrutura de TI de sua empresa, você deve incorporá-la desde o início.

 

Violações de dados causam muita confusão e gastam tempo e dinheiro. Elas também podem prejudicar a reputação de sua empresa. A verdade é que nenhuma empresa, seja ela grande ou pequena, está imune a invasões. Além disso, quanto mais seus dados crescem, maiores ficam os desafios enfrentados por seu sistema de segurança.

 

Você não pode esperar até crescer mais para começar a se preocupar com a segurança e a proteção de dados, pois a segurança de nível empresarial é totalmente diferente.

 

O que são dados corporativos?

 

Proteção de dados corporativos se refere aos dados compartilhados por todos os usuários de uma organização, em geral localizados em diferentes departamentos ou regiões geográficas. Trata-se de um componente de ativo essencial que é subdividido nas categorias interno e externo, classificadas de acordo com os recursos, processos e padrões da organização. Já que a perda de dados é uma realidade e pode causar perdas financeiras significativas, as empresas gastam recursos (e tempo) com recursos eficazes e cuidadosos de modelagem de dados, soluções, armazenamento e segurança.

 

Não existe uma métrica precisa para medir o que define os dados corporativos em empresas de pequeno ou médio porte. No entanto, quando a organização chega a um estágio no qual tem várias unidades de operação em locais diferentes, suas necessidades evidentemente se complicam em comparação com as de uma empresa com uma única sede e um departamento de TI.

 

As características dos dados corporativos incluem:

  • Segurança: os dados precisam ser protegidos por meio de acesso controlado e autorizado.
  • Integração: garante que você tenha uma única versão consistente dos dados para compartilhar com toda a organização.
  • Qualidade: para garantir a qualidade, seus dados devem seguir padrões identificados para as variações de componentes de dados externos e internos.
  • Minimização de redundância, erros e discrepâncias: conforme seus dados são compartilhados entre todos os usuários, você precisa trabalhar para minimizar a discrepância e a redundância dos dados. É por isso que estratégias de modelagem e gerenciamento de dados são usadas.
  • Escalabilidade: seus dados devem ser escalonáveis, robustos e flexíveis para atender a diferentes requisitos corporativos.

 

O que é proteção de dados corporativos?

 

Proteção de dados corporativos é o processo de entregar, gerenciar e monitorar a segurança em todos os repositórios de dados e objetos dentro de uma organização. Trata-se de um termo abrangente, que inclui várias ferramentas, políticas, técnicas e estruturas para garantir a segurança dos dados – independentemente de onde eles são consumidos ou armazenados dentro da organização.

 

A principal função da proteção de dados corporativos é implementar e gerenciar práticas e padrões de segurança de dados em uma organização. Dependendo da utilização e da importância dos dados, os padrões e procedimentos podem variar. Por exemplo, você pode proteger dados altamente confidenciais usando procedimentos de autenticação com vários fatores, acesso limitado e criptografia.

 

Em geral, a proteção de dados funciona para proteger sua organização contra a perda de dados e garantir a segurança em todos os dispositivos que os utilizam. Ela é entregue por meio de tecnologias comuns de segurança das informações, como antivírus e firewalls, além de políticas de segurança de dados e padrões para controlar e gerenciar todo o processo.

 

Segurança de nível empresarial

 

Como uma empresa de pequeno porte, você pode comprar um sistema simples de segurança de isolamento periférico para se proteger contra malware, vírus e outros ataques mais específicos. No entanto, conforme sua empresa crescer, os desafios no que diz respeito à proteção de dados também aumentarão.

 

Organizações de nível corporativo lidam com vários serviços e produtos, com fluxo de informações entre departamentos e até localizações geográficas. Você precisa garantir que seus funcionários tenham as informações necessárias para fazer negócios, da maneira mais simples possível, ao mesmo tempo em que protege esses dados contra invasores e outros ataques maliciosos.

 

No entanto, esse conceito simples pode se tornar enlouquecedoramente complexo no momento da execução. Até um problema simples, como uma variedade de aplicativos do Windows classificados por vencimento em diferentes máquinas na organização, podem causar uma série de problemas, o que pode acabar atrapalhando seu desempenho e custando caro ao demandar uma parte desproporcional do orçamento de segurança da TI. Portanto, a proteção de dados é uma questão de software e estratégia.

 

Estratégia de proteção de dados corporativos

   

1. Faça uma auditoria

Antes de adotar qualquer nova abordagem de proteção de dados, primeiro você precisa fazer uma auditoria minuciosa de seus sistemas de segurança em busca de vulnerabilidades para poder adotar uma abordagem transparente para o acesso ao banco de dados, as estações de trabalho, etc. A criptografia moderna é eficaz; por isso, garanta que todos os seus dados sejam criptografados o mais rápido possível dentro do ciclo.

 

Você também pode analisar as alterações estruturais e físicas em seus bancos de dados, sistemas de armazenamento de dados e estações de trabalho para garantir que a segurança esteja incorporada em todas as partes do sistema. Até coisas pequenas, como a idade de seus computadores ou o layout físico de seu escritório, podem afetar seu plano de proteção de dados e seu orçamento.

 

A proteção contra vírus e malware capazes de prejudicar os principais sistemas operacionais deve ser uma parte essencial de sua estratégia. Uma defesa sólida contra vírus e malware costuma ser um efeito colateral da estratégia de segurança, mas não deve ser o único foco do seu trabalho. Quando você protege corretamente seus sistemas desde o início, esses supervilões famosos não conseguem nem acessá-los para começar.

 

Você também precisa encontrar um equilíbrio para proteger as informações essenciais em seus sistemas sem atrapalhar o trabalho de seus funcionários. Se suas medidas de segurança forem longe demais, isso atrasará toda a força de trabalho e acabará custando caro para a empresa no fim das contas.

    

2. Classifique os dados confidenciais

Para ter privacidade, é necessário classificar todos os seus dados. Estamos falando de determinar diferentes níveis de confidencialidade para os dados, identificando e classificando os dados confidenciais, determinando onde ficam localizados e, por fim, implementando níveis de acesso a eles.

   

3. Defina uma política de segurança

Depois de identificar e classificar todos os seus dados, a próxima etapa será desenvolver uma política de segurança que transforme suas expectativas corporativas em objetivos viáveis. Veja abaixo as partes essenciais de uma política de segurança abrangente:

  • Determine um nível aceitável de ameaça. Lembre-se de que, para ter um ambiente seguro no geral, é necessário criptografar os dados no início do ciclo de vida deles.
  • Desenvolva uma política de autorização e autenticação. Ela deve aproveitar práticas recomendadas e informações históricas para ajudar você a identificar quais processos, aplicativos e usuários devem ter acesso a informações confidenciais.

    

4. Determine um modo de implementação de privacidade dos dados

Você pode implementar uma solução de privacidade dos dados como várias articulações dentro da empresa. Selecionar o ponto de implementação determinará o trabalho a ser feito e terá um grande impacto sobre o modelo de segurança em geral. Os níveis de nó de criptografia incluem:

  • Nível da rede: garante uma implementação segura da solução de privacidade dos dados e que todos os dados sejam protegidos em todos os pontos da empresa.
  • Nível do aplicativo: permite que você criptografe seletivamente seus dados granulares dentro da lógica do aplicativo. Oferece ainda uma estrutura de segurança sólida e permite que você aproveite as APIs criptográficas padrão do aplicativo. Essa solução é indicada para elementos de dados como cartões de crédito, dados médicos importantes ou endereços de e-mail.
  • Nível do banco de dados: protege seus dados quando eles são lidos e gravados em um banco de dados. Essa implementação geralmente é feita no nível da coluna de uma tabela do banco de dados. Quando usada em conjunto com segurança e controles de acesso ao banco de dados, pode prevenir o roubo de dados críticos.
  • Nível do armazenamento: permite que criptografar seus dados durante o subsistema de armazenamento. Isso pode ser feito no nível do bloco (SAN) ou do arquivo (NAS/DAS). Essa solução é indicada para criptografar arquivos, blocos de armazenamento, diretórios e mídias de fita.

    

5. Crie uma estratégia de segurança

Você precisa se concentrar em uma estratégia clara usando as melhores ferramentas disponíveis para oferecer a maior segurança possível de uma maneira simplificada. Primeiramente, você precisa conceder a seus funcionários acesso eficiente aos sistemas e dados de missão crítica e, ao mesmo tempo, garantir que eles não possam ser acessados por hackers ou agentes não autorizados. Se a sua equipe precisar fazer muito esforço sempre que quiser acessar os dados, você corre o risco de diminuir a produtividade geral e, portanto, precisa mudar sua estratégia.

 

Entretanto, a proteção de dados vai além da facilidade de acesso e do bloqueio aos hackers. Você também precisa fazer backup de seus bancos de dados para impedir a perda de dados caso ocorra algum desastre, como um ataque de ransomware. Seus backups precisam ter acesso instantâneo, mas também precisam ser minuciosamente protegidos contra hackers.

 

Além disso, você precisa ter à mão uma função de restauração imediatamente disponível, algo que, infelizmente, muitas empresas não têm. Com versões limpas e protegidas de seus bancos de dados e de seu site atualizadas regularmente, nenhum tipo de ataque poderá deixar sua empresa inativa por muito tempo.

 

Um sistema de software eficiente, capaz de bloquear sistemas específicos para protegê-los contra ataques externos, é o que faz a diferença entre horas de trabalho árduo para obter novamente o controle dos sistemas de sua empresa ou voltar a operar normalmente minutos após um ataque.

 

Ao considerar soluções de proteção e privacidade dos dados, você terá claras opções em termos de modo de implementação. Essas opções variam no que diz respeito aos modelos de segurança, mas cada uma oferecerá um nível de proteção alinhado às possíveis necessidades de sua empresa. Entre as opções a considerar estão gerenciamento seguro de chaves, gerenciamento de dispositivos móveis, operações criptográficas, backup e recuperação, registro em log, auditoria, hardware, autenticação e autorização.

 

Para reduzir seus gastos com TI, você deverá aproveitar os padrões de tecnologia existentes para ajudar a garantir a segurança, a escalabilidade, o desempenho, a capacidade de suporte e a interoperabilidade de sua estratégia geral. Além disso, ao aproveitar a tecnologia existente (quando apropriado), você poderá implementar de maneira rápida e eficaz uma estratégia completa de privacidade dos dados.

   

6. Proteja todos os projetos de sua empresa

Você precisa incluir segurança em todos os projetos que assumir. Certifique-se sempre de que todos os dados internos e dos clientes estejam protegidos contra ataques externos. Em vez de encarar a segurança como um elemento adicional, trate-a como um requerimento fundamental, tão importante em todos os seus projetos quanto o retorno do investimento (ROI).

 

Encontre uma ferramenta de proteção de dados que possa simplificar o processo de proteger os dados de sua empresa e garantir que ele seja intuitivo. Incluindo conformidade em cada etapa do processo, criptografia completa de ponta a ponta e outras opções personalizadas, uma ferramenta de proteção adequada pode transformar uma solução de segurança ultrapassada em um recurso essencial para sua empresa.

   

7. Esteja sempre em dia com a conformidade legal

Sempre que dados de clientes estão envolvidos, existem requisitos legais a seguir, e estar em conformidade com eles não é opcional. Na verdade, fazer isso pode exigir muito trabalho, especialmente no setor de serviços financeiros. Essa área de negócios precisa ter recursos de proteção de dados, segurança e responsabilidade padrão ouro. Não basta simplesmente adotar práticas recomendadas de segurança, também é necessário comprovar que elas funcionam.

 

Medidas de responsabilidade e conformidade clara devem estar incorporadas em seus sistemas internos, bem como no trabalho de qualquer fornecedor ou software de terceiros que você decidir usar para implementar as regulamentações e proteger suas informações vitais.

 

A prática de BYOD da era em que vivemos atualmente cria ainda mais problemas e possíveis vulnerabilidades de segurança, já que uma grande quantidade de diferentes dispositivos se conecta aos seus sistemas diariamente. Muitos desses dispositivos não têm proteções de segurança adequadas e, portanto, podem existir vírus e malware escondidos em seus sistemas operacionais, o que pode ser um pesadelo para sua empresa.

   

8. Lembre-se da nuvem

Já que a computação em nuvem se tornou a grande tendência atual, limitar as informações que pessoas e dispositivos específicos podem acessar remotamente precisa evidentemente ser uma parte essencial do seu processo. A nuvem adiciona mais uma camada de complicação, já que seu plano de proteção de dados corporativos precisa primeiramente considerar todos os dispositivos que estão se conectando ao sistema antes de permitir o acesso por login.

 

Um único acesso não autorizado pode causar um grande estrago no sistema, mas é preciso que todos os outros (os usuários autorizados) possam se conectar sem problemas. É por isso que, se suas medidas de segurança não estiverem implementadas do início ao fim e se você não tiver criptografia adequada de ponta a ponta em todas as redes, bancos de dados, usuários finais e aplicativos, você terá vulnerabilidades em seu sistema. E elas serão encontradas por agentes maliciosos persistentes.

 

Ao planejar sua estratégia de proteção de dados e segurança, você deve incluir camadas de criptografia adequadas à sua estrutura operacional. Além disso, políticas de acesso definidas pelo cliente, recursos de backup e restauração nativos, registro em log de eventos, senhas e criptografia de unidade de alto nível empresarial devem fazer parte do seu sistema.

 

Saiba mais sobre a proteção de dados na nuvem.

 

Soluções de proteção de dados corporativos

 

Como dito acima, a evolução da tecnologia e a interconectividade dos dispositivos inteligentes fez com que muitas regulamentações e requerimentos de privacidade fossem criados, como o Regulamento Geral de Proteção de Dados (GDPR) da União Europeia, que entrou em vigor em 2018.

 

Saiba mais sobre o GDPR.

 

As estratégias modernas de proteção de dados para o armazenamento principal incluem o uso de sistemas incorporados que complementam ou substituem backups para garantir a proteção contra possíveis problemas, como falha de mídia, corrompimento de dados, falha no sistema de armazenamento, falha geral no data center ou vazamento de dados.

  1. Espelhamento síncrono: é uma abordagem usada para proteção contra falha de mídia. Ela permite gravar dados tanto em um disco local quanto em um local remoto, garantindo que as duas cópias sejam idênticas. Requer sobrecarga de capacidade de 100%.
  2. RAID: uma abordagem alternativa ao espelhamento síncrono na qual as unidades físicas no local são combinadas em uma unidade lógica que é então apresentada como uma única unidade ao sistema operacional. Dessa forma, os mesmos dados podem ser armazenados em locais diferentes e em vários discos.
  3. Codificação de apagamento: essa alternativa ao RAID avançado é usada principalmente em ambientes de armazenamento escalonável. Ela usa sistemas de proteção de dados baseados em paridade para gravar paridade e dados em um cluster de nós de armazenamento.
  4. Replicação: outra solução escalonável que permite o espelhamento de dados em vários nós ou de um nó para outro.
  5. Capturas de imagem: são usadas para fazer correções quando dados são acidentalmente excluídos ou corrompidos.
  6. Replicação de capturas de imagem: protege contra falhas em várias unidades. Permite a cópia de blocos de dados alterados do armazenamento principal para um armazenamento secundário externo.
  7. Serviços em nuvem: a replicação e os serviços de backup na nuvem podem ser usados para armazenar cópias recentes de dados que serão necessários se houver um grande desastre ou para instanciar imagens de aplicativos.
  8. Teste de proteção de dados em aplicativos: tradicionalmente, os planos de proteção de dados incluíam tecnologias como criptografia, ferramentas de proteção contra perda de dados (DLP), soluções de backup e recuperação, gestão de identidade e acesso, entre outros. No entanto, já que os aplicativos continuam sendo o alvo principal de ataques maliciosos, é essencial adicionar testes de segurança aos seus protocolos de proteção de dados.

 

O teste de aplicativos promove a proteção de dados identificando e erradicando vulnerabilidades no software que poderiam causar violações sérias. Sua equipe de TI ou de desenvolvedores de aplicativos pode facilmente ajudar com a proteção dos dados fazendo testes para confirmar que os microsserviços e aplicativos para dispositivos móveis, Web ou computador estão livres de vulnerabilidades e falhas.

 

Recursos de proteção de dados corporativos

 

Antes de escolher uma solução de proteção de dados, busque estes recursos:

  1. Tecnologia de backup incremental: permite executar apenas um backup completo e, depois disso, só executar backups incrementais – para sempre.
  2. Recuperação instantânea: o objetivo de fazer backup é recuperação. Busque tecnologias que permitam restaurar dados instantaneamente a partir de seus backups tanto na nuvem como localmente.
  3. Nuvem: a nuvem pode permitir retenção a longo prazo, teste de aplicativos e até recuperação após desastres.
  4. Integração profunda de aplicativos: garante que os dados que você deseja proteger possam ser acessados instantaneamente sem verificações de consistência ou outros processos trabalhosos que possam atrasar o acesso aos dados.
  5. Orquestração: ferramentas de orquestração avançada permitem a automação de todo o processo de recuperação (incluindo a recuperação após desastres).

 

A conclusão?

 

A proteção de dados corporativos é uma das tarefas mais importantes para as equipes de TI tanto em empresas grandes como em empresas de pequeno porte. As empresas de hoje dependem mais do que nunca de dados; por isso, protegê-los contra perda, roubo ou corrompimento é essencial para atingir o sucesso.

 

Com o aumento das violações de dados, as empresas precisam ficar atentas para proteger seus ativos. Não se prevenir contra ameaças aos dados causará violações, danos à reputação da empresa e perdas financeiras. Por muitos anos, as empresas forcaram apenas na segurança do perímetro como medida de proteção contra ameaças. Entretanto, com quase metade das violações de dados atuais perpetuadas internamente, essas defesas de perímetro tradicionais não são suficientes para proteger seus dados.

 

É necessário ampliar a infraestrutura de dados de sua empresa para diferentes unidades de negócios, departamentos, parceiros, clientes, fornecedores e para uma equipe de funcionários móveis cada vez maior. Isso tornou confusa a diferenciação entre acessos internos e externos. Por isso, é necessário adotar uma estratégia sólida de proteção de dados corporativos para proteger de modo eficaz todas as muitas partes de sua empresa. É preciso também implementar uma solução adequada de criptografia de ponta a ponta em suas redes, aplicativos, bancos de dados e dispositivos de endpoint para garantir que seus dados estejam sempre seguros, estejam eles em repouso, em uso ou em movimento.

 

Entre os clientes da Veritas estão 98% das empresas da Fortune 100, e o NetBackup™ é a primeira opção para as organizações que desejam fazer backup de grandes quantidades de dados.

 

Saiba como a Veritas mantém seus dados totalmente protegidos em cargas de trabalho virtuais, físicas, na nuvem e legadas com seus serviços de proteção de dados para empresas.

 

 

Outras recomendações para você:

 

Plano de proteção de dados de quatro etapas

Uma abordagem passo a passo para garantir a proteç`ão eficiente das cargas de trabalho.

Proteção de Dados Moderna

ESG e Veritas discutem como a solução certa de proteção de dados hoje pode prepará-lo para as demandas de negócios de amanhã

Aproveite o poder dos dados corporativos

Uma pesquisa com 1.500 tomadores de decisão em TI mostrou que as dificuldades do gerenciamento de dados custam às empresas 2 milhões de dólares ao ano.

Contato

Precisando de um plano de proteção de dados de nível empresarial para sua organização? Nós podemos ajudar.