Veritas Research Exchange

Pesquisa proprietária e patrocinada para avançar as iniciativas de gerenciamento da informação

   

Relatório GDPR 2017: Capítulo 2

O segundo capítulo contém uma análise mais aprofundada dos resultados do relatório e revela que, embora 31% das organizações acreditem que estão preparadas para a chegada iminente da GDPR Europeia, apenas 2% dos participantes estão em conformidade com a nova regulamentação.

Onde as organizações estão falhando? Da ausência de visibilidade completa ao identificar perdas de dados pessoais (48%) à falha no relato de uma violação de dados pessoais em 72 horas (60%) e o consentimento de acesso de ex-funcionários aos dados da empresa (50%), as organizações precisam assumir uma postura mais abrangente sobre como saber onde seus dados confidenciais e pessoais são armazenados e como são processados– especialmente se usarem um provedor de serviços na nuvem.

 

Relatório GDPR 2017: Capítulo 1

Este relatório destaca as novas descobertas de uma pesquisa com 900 organizações globais em relação à sua preparação geral para a GDPR e a capacidade de lidar com as barreiras encontradas para a conformidade. Os resultados da pesquisa revelam também os maiores receios das organizações em relação à não conformidade e onde precisam investir para resolver o problema.

86% das empresas globais acreditam que a não conformidade causará um grande impacto negativo em seus negócios, com cerca de 20% preocupadas que a não conformidade com a GDPR forçará a saída da organização dos negócios. Os resultados comprovam que as organizações estão muito preocupadas com a GDPR e começam a investir na preparação para a conformidade.

 

Você é um acumulador de dados?

Dando continuidade às iniciativas do Projeto de Data Genomics, a Veritas conduziu recentemente uma pesquisa sobre os comportamentos de armazenamento de profissionais de TI em todo o mundo.

Examinando os hábitos de armazenamento de dados de mais de 10.000 profissionais e responsáveis por decisões de TI em escritórios globais, o estudo oferece uma visão surpreendente da composição dos ambientes de dados e do comportamento dos usuários que os criaram.

Entre as descobertas, detectamos que:

  • Quase três quartos dos participantes do estudo admitiram acumular dados e arquivos digitais.
  • Quase metade dos participantes afirmou que prefere trabalhar nos fins de semana por três meses do que excluir dados digitais.
  • Mais de 85% dos participantes disseram que armazenam dados potencialmente perigosos para a empresa.
 
 

Relatório sobre o estado da nuvem híbrida

Mais de 1.800 responsáveis por decisões de TI participaram recentemente de um projeto de pesquisa global cujo objetivo era entender melhor a atual transformação da nuvem híbrida. O relatório destaca que cargas de trabalho de todos os setores, até mesmo as consideradas críticas para os negócios, estão sendo transferidas para plataformas na nuvem. Obviamente, menores custos e maior agilidade estão entre os principais fatores da adesão à nuvem. Contudo, à medida que as empresas procuram equilibrar as complexidades entre os diversos ambientes locais e na nuvem, elas precisam encontrar uma maneira de lidar com os riscos inerentes às informações nesse universo cada vez mais heterogêneo.

Download do relatório

Estado da governança da informação | Relatório de 2016

O relatório do estado da governança da informação apresenta novas conclusões da pesquisa que esclarecem as práticas mais eficazes de governança da informação que têm possibilitado às organizações extrair o maior valor possível de suas informações e, ao mesmo tempo, reduzir os riscos e os custos relacionados.

Em termos gerais, o estudo revela que 94% das organizações investiram em um programa formal de governança da informação, embora somente 40% estejam classificadas como organizações de alto desempenho. O relatório identifica as práticas que as organizações devem priorizar se quiserem obter o máximo de seu programa de governança da informação.

Download do relatório

O Relatório Databerg

Recentemente, a Veritas encomendou um dos maiores relatórios globais de pesquisa independente sobre gerenciamento de dados, destacando as atitudes e os comportamentos nas organizações que têm alimentado a explosão de dados.

O relatório destaca que a cultura de “guardar tudo” está formando “databergs”: massas de dados não estruturados, irrelevantes, invisíveis ou não classificados crescem diariamente a um ritmo desenfreado. Eles ocultam uma ameaça “sob a superfície”, o que acrescenta níveis significativos de risco e custo para as organizações.

E esse risco só cresce.

Download do relatório

Download do gráfico informativo

O Data Genomics Index

O Data Genomics Index é o primeiro relatório que fornece insights precisos sobre o atual ambiente de dados corporativos e serve como padrão de comparação. Esses insights podem ajudar nas iniciativas de uma empresa para que atue de forma inteligente e realize esforços de correção onde o melhor retorno possa ser obtido.

Um importante aspecto destacado pelo índice é que, em média, 41% dos dados são obsoletos ou não foram modificados nos últimos três anos. Com exceção dos requisitos regulamentares ou de conformidade, três anos é um padrão geral para que os dados passem de potencialmente relevantes para obsoletos, o que significa que muitas empresas têm gastado demasiadamente para armazenar dados que não são aproveitados ou utilizados de alguma forma.

Download do relatório

O Portfólio de Produtos da Veritas

Backup e recuperação

Reduce complexity. Scale for growth.

Exibir detalhes

Continuidade dos negócios

Defy disasters and outages. Keep business running.

Exibir detalhes

Armazenamento definido por software

Greater flexibility and choice, better economics, enterprise-class service levels.

Exibir detalhes

Governança da informação

Empower decision-making with information insight.

Exibir detalhes